sexta-feira, janeiro 26, 2007

Roda da conversa

Roda da conversa

A roda da conversa é um elemento muito importante das aulas. Nela os alunos e professor interagem, se conhecem e desenvolvem habilidades da língua falada.
Costumo fazer a RODA todos os dias na primeira semana e só na segunda-feira posteriormente, ou no primeiro dia de aula da semana, caso haja feriado. No início começamos com coisas simples. Fazemos a roda para falar sobre o animal que mais gostamos, a cor que mais gostamos, o nome completo, a idade, o endereço, nome do papai, nome da mamãe, quantas pessoas mora na sua casa, se tem animal de estimação... Pois assim adquirimos informações das crianças, vemos o seu conhecimento sobre a própria vida, o que precisamos ajudá-la a melhorar na fala, observamos se tem algum distúrbio de fala e ainda promovemos o conhecimento e o introsamento da turma.

É muito importante que se comece com pequenas perguntas que permitam respostas curtas. As crianças se cansam rapidamente e promover debates logo no início torna a RODA cansativa e nada agradável, tanto para os pequenos como para o professor. A criança também estará desenvolvendo a capacidade de esperar a vez para falar e ouvir o que o outro está falando. Na segunda semana são permitidas perguntas de umas para as outras, mas só se quiserem.

Sempre incentive, mas NUNCA force uma criança a falar.

É na RODA que iniciamos a conversa para formarmos as regras da sala, bem como as consequências para quem não atendê-las. Quando estiverem prontas são afixadas em lugar visível a todos, para que possa ser consultada sempre que necessário. É claro que em turmas menores as crianças ainda não sabem ler, sugiro que sejam colocados desenhos junto com as regras escritas, não aconselho a colocar só desenhos, pois é uma ótima oportunidade para começar a letrar os meninos na escola e para a vida.
No decorrer do ano a RODA serve também para resolvermos problemas disciplinares, o que leva toda a turma a decidir juntamente com o professor. Em situação de briga, na qual o professor não pôde ver quem foi o culpado testemunhas são fundamentais. Além disso as crianças desenvolvem senso de justiça, certo e errado, ação e reação, causa e consequência, além de adquirirem mais responsabilidade por suas ações.

A RODA também ajuda a iniciar um trabalho, projeto ou aula, para verificar conhecimentos e também avaliá-los. Pode-se fazer uma avaliação prévia do que a turma sabe antes de iniciar um conteúdo, e sondar o que aprenderam com o que estudaram. Essa não deve ser a única forma de avaliação, pois crianças tímidas nem sempre comunicam tudo o que podiam, isso quando o fazem. Algumas estarão aprendendo a se expressar, podendo portanto, deixar esquecidos alguns detalhes ou comentários importantes. As avaliações escritas devem existir, mas também precisam ser bem elaboradas. Trataremos delas em um post à parte.

O mais gostoso da RODA é ver o crescimento dos alunos. Se possível, até para estudo e própria avaliação, grave algumas, intercalando as primeiras, as medianas e as últimas. Verá como as crianças desenvolvem a língua falada, a argumentação, o questionamento e a articulação. No final os alunos, mesmo os mais tímidos, gostam tanto, que lembram o professor caso ele tenha esquecido. É algo que vale a pena investir...

0 comentários: