Ensinar

"Ensinar não é transferir conhecimento..." Paulo Freire

Aprender

"Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses." Sócrates

Conhecer

Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros." Bill Gates
 

Alfabetizando

terça-feira, maio 01, 2007

Iniciando a alfabetização
Sabemos que a escrita mais significativa para uma criança é o seu nome. Portanto é dele que iremos partir.
Embora iniciando a sistematização da escrita e da leitura com o nome, precisamos deixar na sala um ambiente letrado. Inspirada na "Escola da Ponte", de Portugal, colo na sala, por todos os lados possíveis, escritas. PORTA, JANELA, MAÇANETA, PAREDE, MURAL, CADEIRA, CARTEIRA, MESA, ARMÁRIO, RODAPÉ, CHÃO , TETO, VENTILADOR, INTERRUPTOR, assim por diante. Sempre com letras garrafais, que são melhores para serem visualizadas. Quando os alunos já estão lendo a cursiva e fazendo a transcrição, ou usando letras maiúsculas, costumo trocar essas letras aos poucos.
Deixo livre nos primeiros dias, a percepção deles quantos às palavras encontradas, muitos se vangloriam de suas pseudoleituras, que é quando a criança acha que leu, mas sabemos que ela está "adivinhando", deduzindo o que está escrito.
Podemos contar o número de letras de cada palavra, se alguma começa ou termina com o som, ou a letra iguais, se têm muitas letras diferentes, se conhecem alguma, podem escrever, ou desenhar se quiserem.
É importante que essas palavras fiquem até o final do ano, portanto podem ser trocadas no decorrer do mesmo, use material barato, como cartolina, ou plastifique com contact, plástico comum ou mesmo parafina.

1 comentários:

Linda Arte disse...

Sou professora de maternal a 3 anos e fui convidada pela minha diretora para assumir uma turma difícil de jardim. Já comecei a buscar ajuda e o teu blog já me deu uma luz...Muito obrigada e visitarei-o muitas vezes