Ensinar

"Ensinar não é transferir conhecimento..." Paulo Freire

Aprender

"Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses." Sócrates

Conhecer

Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros." Bill Gates
 

Parabéns ao Jornal Nacional - Rede Globo

sexta-feira, maio 20, 2011

Assistindo as reportagens do Jornal Nacional sobre as escolas convenci-me de que não faço o suficiente para ser uma boa professora. Afinal é necessário conformar-me com um baixo salário, que nem consegue garantir minha formação como perfeita e adequada, mas isso é só um detalhe, afinal fazer greve é errado, eu privo os alunos (leia-se meus, pois tenho a maior responsabilidade sobre eles) de ter aula e faço-me responsável pelos baixos resultados.


Como professora aprendi, pelas reportagens, que desisto de meus alunos e que os pais não podem fazer isso também. Aprendi ainda que se algum dia eu for diretora, devo dormir na escola e usar do meu dinheiro para comprar o que a escola precisa, já que não há possibilidade de contar que quem deva fazer isso, faça. Não devo ficar revoltada, nem questionar isso, pois são profissionais da educação que estão falando isso na tv. Pessoas que estudaram e tem vasta experiências em situações problemáticas escolares é que estão falando e eu devo ouvir, observar e aprender.


E ainda, como se já não bastasse, aprendi que nas escolas boas os salários são revelados, das escolas ditas ruins não. Até porque os professores fazem greve. Não fez sentido para você? Para mim também não, mas eu vi, estava lá na tv.


E assim caminhamos...


O problema é só salarial? Eu falei só de salário? Ah, desculpem-me... Vamos falar do que interessa então. Qualquer pessoa pode lecionar, quem tem muita ou pouca formação, assim como qualquer pessoa pode tratar os seus dentes ou medicar você. Que diferença tem em ir em um especialista da saúde ou em um clínico geral? Nenhuma!! E ai dos médicos e dentistas que se atreverem a fazer greve! Seus pacientes ficarão sem tratamento e eles serão responsáveis pelas doenças da população.


Se continuamos nessa toada, professor será uma provável profissão em extinção. Ou melhor, já é. Escrevi no Google: faltam professores e recebi "aproximadamente 1.480.000 resultados (0,13 segundos) ". Esse número é significativo?


Levanta a mão quem quer trabalhar muito, em parcas condições, receber pouco, ser proibido de questionar, não ter a formação que necessita, abraçar vários problemas e ainda ser responsabilizado pelo fracasso e escrachado publicamente!!! Sentei nas minhas, pois o "amor" a profissão me faz sentir uma vontade irresistível de levantar as mãos.


A sim, professor bom dá aula pelo amor. Você não sabia disso? Devia ter visto outra reportagem da mesma rede de tv mostrando maravilhosos professores que ganhavam um valor irrisório para exercer sua profissão e eram felizes, pois amavam o que faziam. Que exemplo!!


Minha indignação é tanta que não consigo mais escrever...


Santa Rede Globo! Abençoada seja pelo ar que me falta agora!

5 comentários:

Giselle Farias disse...

Tem um selinho no meu blog para você: http://pedagogiccos.blogspot.com/2011/05/selinho.html

Angel@ disse...

Olá,Erika! Eu também sou professora e gostei muito do seu blog. Virei seguidora. Ficarei feliz se visitar meu cantinho também.
Abraços!
Que Deus a abençoe sempre!

http://docessonhosdepapel.blogspot.com

RECOMEÇAR SEMPRE disse...

Adorei ler seu texto, acredito ser um grande desabafo que para muitos está entalado na garganta.

Ane disse...

Amei seu blog, sou professora iniciante e de inicio ja estou passando por muitas situações complicadas que me fazem pensar em desistir, mas seu blog me fez refletir alguns pontos da minha prática, acredito que é assim mesmo os primeiros momentos são assustadores, mas vou dar o melhor de mim pra ser uma boa professora também.

Ane disse...

Amei seu blog, sou professora iniciante e de inicio ja estou passando por muitas situações complicadas que me fazem pensar em desistir, mas seu blog me fez refletir alguns pontos da minha prática, acredito que é assim mesmo os primeiros momentos são assustadores, mas vou dar o melhor de mim pra ser uma boa professora também.